Nome oficial: República do Sudão (Al-Jumhuriyat as-Sudan).
Localização: centro-leste da África. 
Hora local: + 5h.
Área: 2.505.813 km2.
Capital: Cartum. 
Cidades principais: Omdurman (1.271.403), Cartum (947.483), Cartum do Norte (700.887), Port Sudan (308.195), Kassala (234.622) (1993).
Idioma: árabe (oficial), inglês.
Religião: islamismo 72% (sunitas), crenças tradicionais 17%, cristianismo 11% (católicos 7%, protestantes 4%) (1992).
População: 29,5 milhões (2000), sendo árabes sudaneses 39%, africanos 58%, outros 3% (1996).
Forma de governo: República presidencialista (ditadura militar desde 1989).
Divisão administrativa: 26 estados.
Partidos políticos: Frente Islâmica Nacional (NIF); Irmandade Muçulmana; Nacional Sudanês (SNP).

Condições de segurança
Precárias. São desaconselhadas quaisquer deslocações que não sejam indispensáveis.
Apenas Cartum e Port Sudan oferecem condições de segurança relativamente aceitáveis.
Os cidadãos nacionais que pretendam viajar ao Sudão deverão informar-se da evolução dos últimos acontecimentos no país, dada a instabilidade e actos de violência que vão ocorrendo em algumas regiões.

Regime de entrada e estada
É obrigatório o visto de entrada no Sudão, não sendo possível obtê-lo à entrada do país.

Línguas
A língua oficial é o árabe. Existem também dialectos locais. O inglês é limitado a locais frequentados por estrangeiros.

Condições climáticas
O clima no Sudão é muito variável mas essencialmente tropical. Na capital, Cartum, a estação quente vai desde Abril a Outubro (chuvas de Julho a Setembro).
O Sudão sofre de secas e de inundações.

Transportes
Infraestrutura rodoviária – Á noite as ruas e estradas não estão iluminadas. Aconselha-se cautela quando conduzir devido à circulação, para além dos veículos motorizados, de pessoas, cavalos, rikshaws, camelos, etc. Deverá manter as janelas fechadas e trancadas. Fora de Kartoum existem estradas em estado razoável mas aconselha-se que as viagens incluam um guia local com experiência na área. Muitas das estradas no sul tornam-se inacessíveis durante a estação das chuvas (de Julho a Outubro). Embora seja obrigatória a carta de condução e o seguro automóvel, muitos condutores não os têm. Deverá fazer um seguro que inclua o prémio “blood money” em caso de acidente que envolva uma terceira parte.

Muitas empresas e organismos internacionais proíbem o seu pessoal de viajar por motivos de segurança.

Transporte aéreo – Os voos internacionais cumpram as regras de segurança habituais. Em relação aos voos domésticos, a companhia nacional “Sudan airways” tem registado diversas avarias nos seus aviões levando a atrasos nos voos, por vezes, de vários dias.
Igualmente, os ventos de areia (entre Março e Junho) poderão eventualmente perturbar o tráfico aéreo.

Cuidados de saúde
Aconselha-se a vacinação contra as seguintes doenças: difteria, tétano, polio, hepatite A e B, meningite e febre tifóide. Aconselha-se ainda a profilaxia contra a malária.
A raiva existe de forma endémica no Sudão. Recomenda-se que se mantenha afastado dos cães e gatos, mesmo dos animais com dono.
Deverá consultar o seu médico antes de viajar, sendo aconselhável a realização de um seguro de saúde que cubra todas as despesas médicas, incluindo repatriamento explicitamente a partir do Sudão.

Moeda local e Sistema Bancário
A moeda local é o dinar sudanês. Os cartões de crédito e traveller cheques não são habitualmente aceites no Sudão, incluindo nos hotéis, tornando-se indispensável estar munido de divisas (de preferência euros e dólares).

Outras informações
Convém respeitar a sensibilidade dos habitantes do Sudão, país muçulmano, sobretudo ao nível do vestuário e dos comportamentos.
É proibido tirar fotografias a edifícios militares, governamentais e aeroportos.
O uso e posse de estupefacientes é ilegal, dando origem a penas de prisão. O ingresso e consumo de álcool são proibidos.

Notas:
Não existe representação diplomática portuguesa no Sudão sendo os assuntos deste país acompanhados pela Embaixada de Portugal no Cairo.

Posto honorário de Portugal no Sudão
Consulado Honorário em Khartoum
Cônsul honorário: Abdel Hamid Gibreel
Chancelaria: Khartoum House nº 16, 4/3 East Khartoum
Telefone: +(249) 118 349 77 30
Fax: +(249) 118 378 94 38
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Fonte: http://www.secomunidades.pt/