Localização: centro-sul da Ásia.
Área: 143.998 km2.
Área de floresta: 10 mil km2 (1995).
Capital: Daca.
Cidades principais: Daca (3.637.892), Chittagong (1.566.070), Khulna (601.051), Rajshahi (324.532) (1991).
Religião: islamismo 88,3%, hinduísmo 10,5%, budismo 0,6%, cristianismo 0,3%, outras 0,3% (1991).
População: 129,2 milhões (2000), sendo bengalis 98%, outros 2% (1996).
Forma de governo: República parlamentarista.
Divisão administrativa: 6 divisões.
Principais partidos: Liga Awami, Nacionalista de Bangladesh (BNP), Jatiya Dal.


Condições de segurança
Precárias. Aconselha-se prudência.
Face ao incremento da actividade da guerrilha nas montanhas de Chittagong, são desaconselhadas as viagens para esta região. As Autoridades do Bangladesh devem ser atempadamente informadas da intenção de visitar a região.
A 11 de Janeiro de 2007, o Presidente declarou o estado de emergência. A situação no Bangladesh é calma, contudo, poderão ocorrer desenvolvimentos, pelo que deve manter-se informado.
Risco de rapto, pirataria e furtos durante longas viagens de autocarro e comboio. Todos os tipos de transporte envolvem risco, sobretudo nos meses de monção (Junho a Setembro).

Regime de entrada e estada
Necessário visto que deve ser obtido antes da partida, através das Missões Diplomáticas e Consulares do Bangladesh no estrangeiro.

Línguas
A língua oficial é bengali. Nas cidades também se fala inglês.

Condições climáticas
Clima quente e húmido. A melhor época para visitar o país é entre Outubro e Março. Ocorrem catástrofes naturais , em especial inundações, durante o período de monção (Junho a Setembro) e ciclones nas zonas litorais.

Cuidados de saúde
Não há protocolo de saúde entre Portugal e o Bangladesh.
As doenças mais frequentes são malária, hepatites, afecções gastro-intestinais. As condições médicas e higiénicas são básicas. Aconselha-se, antes da partida, que consulte o médico e a efectuar uma imunização contra a febre tifóide, hepatite e cólera.  
Recomenda-se a realização de um seguro de saúde que cubra todas as despesas médicas, incluindo o repatriamento.

Evite beber água que não seja fornecida em garrafa selada e tomar refeições em sítios pouco higiénicos.

Moeda local e Sistema Bancário
A moeda local é taka. Não sendo a taka convertível, a conversão da moeda estrangeira em moeda local deverá ser feita através dos bancos oficiais ou de instituições bancárias autorizadas e mediante recibo adequado.
Os cartões de crédito (Diner´s Club, American Express, Citi Bank, Master Card e Visa Card) são geralmente aceites nas lojas e nos bons hotéis.

Comunicações
A rede telefónica é digital e sofre perturbações frequentes. Nos centros urbanos é, contudo, relativamente fácil telefonar para o estrangeiro. Há cobertura de rede móvel.

Outras informações
Acordo de Segurança Social – Não existe entre Portugal e o Bangladesh.
Seguros – Aconselha-se um seguro de viagem que inclua o eventual repatriamento em casos de emergência.

Notas:
Não existe representação diplomática portuguesa no Bangladesh, sendo os assuntos deste país acompanhados pela Embaixada de Portugal em Nova Deli.

Posto honorário de Portugal no Bangladesh:
Consulado Honorário em Dhaca
Cônsul honorário: Shakhawat Hossain
Chancelaria: House nº 19 B Road nº 117/120 - Gulshan-Dhaca - 1212 Bangladesh
Telefone: +(8802) 988 18 09
Fax: +(8802) 885 54 66
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Fonte: http://www.secomunidades.pt/