Localização: leste da África.
Área: 1.130.139 km2.
Área de floresta: 136 mil km2 (1995).
Capital: Adis-Abeba.
Cidades principais: Adis-Abeba (2.112.737), Dire Dawa (164.851), Harrar (131.139), Nazret (127.842), Gonder (112.249) (1994).
Religião: cristianismo 57% (ortodoxos etíopes 52,5%, outros cristãos 4,5%), islamismo 31,4%, religiões tradicionais 11,4%, outras 0,2% (1980).
População: 62,6 milhões (2000), sendo oromos 40%, aimarás e tigrinas 32%, sidamos 9%, chanquelas 6%, somalis 6%, outros 7% (1996).
Forma de governo: República parlamentarista.
Divisão administrativa: 9 estados e 2 áreas metropolitanas (Adis-Abeba e Dire Dawa).
Principais partidos: coalizão Frente Revolucionária Democrática do Povo Etíope (EPRDF) (Movimento Nacional Democrático Amhara, ANDM; Organização Democrática do Povo de Oromo, ODPO; Frente de Libertação do Povo do Tigre, TPLF); Organização de Todo o Povo de Amhara (AAPO).


Condições de segurança
Existem zonas relativamente seguras para os turistas, incluindo Adis Abeba e locais históricos (Gondar, Lago Tana, Bahir-Dar, Lalibela, Axum, etc), sendo de sublinhar o baixo índice de criminalidade. Há, no entanto, que ponderar a necessidade de visitar algumas zonas mais remotas da Etiópia, devido risco potencial de ataques terroristas.
Serão de evitar as zonas fronteiriças com o Quénia, a Somália (em particular a área de Ogaden) e o Sudão, incluindo a região de Gambela, ou as zonas disputadas entre a Eritreia e a Etiópia, dado o elevado risco de segurança nestas áreas. A este respeito desaconselha-se vivamente turistas nacionais se desloquem para perto das fronteiras com a Eritreia e Somália.

As cidades de Jijiga e Dire Dawa são também vulneráveis, tendo sido ambas alvo de ataques terroristas.

Verificou-se, também, um surto de violência na área oriental de Harar e Godé, tendo os cidadãos estrangeiros sido vitimas de ataques e de raptos.

Existe potencial para o alastramento do conflito da Etiópia somali ao território etíope, em especial na fronteira entre os dois países. Há também algum risco de ataques contra símbolos e edifícios oficiais.

No passado, verificou-se que manifestantes foram mortos em violentas demonstrações em Adis Abeba. Será de ponderar visitar esta capital durante período próximo acto eleitoral 2010, por poderem ocorrer confrontos com oposição.

Números de telefone de emergência:
Bombeiros – 993
Polícia – 991
Cruz Vermelha – 992 ou 11 18 82

Regime de entrada e estada
Os cidadãos da União Europeia necessitam de visto de entrada, podendo ser obtido, à chegada no aeroporto. No que respeita aos vistos de negócios deverão ser previamente solicitados junto de uma Embaixada da Etiópia.

A Etiópia possui diversas representações diplomáticas na Europa, habilitadas a conceder vistos. Paris, Bruxelas, Genebra e Roma poderão ser adequadas para o turista português. A Embaixada da Etiópia em Paris assegura a representação diplomática em Portugal (sítio web: htpp://embeth.free.fr, tel: +33 1 42 19 02 33).

Línguas
A língua oficial é o amárico, uma língua semítica falada como primeira língua e como segunda língua por grande parte da população, em particular na capital. O inglês é geralmente falado pelas camadas da população urbana com maior nível de instrução. É a língua de comunicação para os visitantes.

Condições climáticas
A capital, Adis Abeba, fica a 2400 metros de altitude e tem um clima temperado e seco, com excepção da estação das chuvas, entre meados de Junho e meados de Setembro. Durante a estação seca, as temperaturas durante o dia situam-se na ordem dos vinte graus, verificando-se uma importante variação em relação à noite. Através do país, existem as mais diversas regiões climáticas, desde áreas desérticas (nordeste e sudeste), até savanas, passando por florestas tropicais e diferentes micro-climas de altitude.

Transportes
A partir do continente europeu funcionam as seguintes linhas de transportes para Adis Abeba:
- Ethiopian Airlines, via Bruxelas, Paris e Roma
- Lufthansa, via Frankfurt
- British Airways, via Londres
- Egypt Air, via Madrid
- KLM, via Amesterdão
- Turkish Airlaines, via Istambul

A companhia Ethiopian Airlines e algumas companhias privadas asseguram ligações regulares entre Adis Abeba e as principais localidades da Etiópia (Arba Minch, Assosa, Axum, Bahar Dar, Dire Dawa, Gambella, Gode, Gondar, Jijiga, Jimma, Lalibela, Mekelle).

A única linha de caminho de ferro existente no país liga Adis Abeba ao Djibouti. Trata-se de uma linha construída no princípio do século XX. A ausência de condições mínimas de conforto, salubridade e segurança do serviço de passageiros aconselha a opção por outros meios de transporte.
A rede de estradas asfaltadas é ainda escassa mas está a ser alargada.

Cuidados de saúde
Principais riscos de doenças endémicas:
- HIV: A Etiópia tem uma taxa de incidência elevada
- Hepatite A e B : trata-se, igualmente, de um dos principais riscos de saúde na região do Corno de África
- Febre-amarela: o certificado de vacinação é obrigatório
- Malária: inexistente na capital, mas constitui um sério risco nas regiões situadas abaixo de 1800 metros de altitude.

Sugere-se, igualmente, uma consulta na Clínica do Instituto de Higiene e Medicina Tropical, sedeado em Lisboa, para obtenção de informação extensiva quanto às vacinas recomendadas e precauções a observar durante a viagem e estada. Contactos: Rua da Junqueira 96, 1349-008 Lisboa; telefone nº 21 365 26 00 ou 21 365 26 30; correio electrónico: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ).

A água, distribuída através da rede pública na capital não é segura, pelo que se recomenda o consumo de água engarrafada. A rede farmácias em Adis Abeba é vasta, sendo possível encontrar todos os medicamentos de uso mais corrente.

Contactos dos Principais Hospitais e Clínicas:
- Alert Hospital : 0114651666
- Blue Nile Clinic : 0116613420 / 0911372242
- St. Gabriel Hospital : 0116613622
- Belthazata Clinic : 0115514470
- Hayat Hospital : 0116614250
- Bethel Hospital : 0113720 125
- Balcha Hospital Russian : 0115514072 / 0115516117
- Korean Hospital : 0116295421

Moeda local e Sistema Bancário
A moeda local é o birr, não convertível, mas de circulação corrente. A taxa de câmbio é actualizada no seguinte endereço da Internet: www.bportugal.pt. O câmbio é efectuado nos estabelecimentos bancários e nos principais hotéis de Adis Abeba. Os principais estabelecimentos hoteleiros em Adis Abeba aceitam cartões de crédito, assim como as principais agências de viagens, encontrando-se, no entanto, mais generalizado o cartão de crédito Visa. Já existem vinte e quatro ATM’s na capital.

Comunicações
A rede de comunicações funciona razoavelmente bem, incluindo as ligações internacionais.
Os telemóveis portugueses para serem activados necessitam da inserção de um SIM card local.

Indicativo do país : 251
Indicativo de Adis Abeba : 11

Existe Internet mas normalmente é lenta. Existem na capital e nas principais cidades etíopes variados ciber-cafés. Raramente dispõem de banda larga.

Notas:

Representação Diplomática local : Embaixada de Portugal em Adis Abeba.
Telefone: + 251 011 552 68 99
Fax: + 251 11 52 68 87
Correio electrónico: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Embaixadora: Ministra Plenipotenciária de 1ª Classe Dr. Vera Fernandes
Ministro Conselheiro: Dr. Fernando Coelho
Secretário de Embaixada (Assuntos Consulares): Dr. Rocha Trindade

Fonte: http://www.secomunidades.pt/